Home / Tuning / Carros Rebaixados: Dicas e Cuidados

Carros Rebaixados: Dicas e Cuidados

O primeiro item que pode ser alterado em um carro na maioria dos casos que a pessoa pensa em tunar ou modificar o veículo é o rebaixamento. Carros rebaixados é um dos itens mais solicitados entre todas as formas de modificação. Também é o mais popular, e isso pode gerar alguns problemas. Algumas pessoas se deixam levar no impulso de rebaixar o seu carro e acabam esquecendo de pensar um pouco na segurança e desempenho do carro.

Os Carros rebaixados sempre devem serem feitos com um profissional qualificado e que realmente ofereça todas as garantias necessárias para que a pessoa possa andar com o seu veículo tranquilamente, sem grandes preocupações. Caso contrário, o motorista poderá correr o risco de colocar muito dinheiro na lata de lixo.

Dentre os principais problemas detectados nos carros rebaixados que não foram rebaixados corretamente estão os seguintes:

Desconforto acentuado – O carro está mais perto do chão, e por isso passa mais as irregularidades das pistas e das estradas por onde está andando;

Problemas legais – Qualquer modificação feita no seu carro deve ser comunicada ao Departamento de Trânsito da sua cidade, caso contrário realmente as pessoas poderão correr o risco de encarar sérios problemas por estar dirigindo um carro com suas características principais alteradas;

Seguros – Os carros que são rebaixados acabam enfrentando mais dificuldades na hora de fechar uma apólice de seguros.

Cuidados com a suspensão.

carros rebaixados

Quanto os carros rebaixados, um dos principais cuidados que o motorista deve ter está diretamente relacionado a suspensão do veículo.

Existem basicamente dois tipos de suspensão. A variável e a fixa. A primeira só pode ser regulamentada se for um item de série genuíno do carro, ou seja, não pode ter sido inserido no veículo depois que ele saiu de fábrica.

Já as fixas são as que geralmente estão presentes em todos os carros e que acabam sofrendo as alterações para que o veículo seja rebaixado. É importante ressaltar que mesmo depois dos procedimentos, os donos dos carros deverão se preocupar com a manutenção constante da suspensão para que o carro não sofra grandes problemas.

Veja também

1

Campeonato Tuning e Som Automotivo em Minas Gerais!

Pessoal de Minas Gerais e amantes de tuning podem comemorar no próximo dia 07/092014. Saiba o que esperar do Campeonato de Som automotivo em Santa Luzia!

10 comments

  1. n tem carro auto tem carro baixo

  2. nao tem carro feio tem carro auto

  3. angelo lorran

    eu tenho um golf 2013 socado mas acho q nao vale mt a pena pois as estradas do rio nao estao apropriadas para nosso estilo de carros rebaixados ,mas fica fora de serio ou seja fica um carro de respeitoo chama bastante atençao e eh isso q importa!!!

  4. sou apaixonada por carros rebaixados …
    tenho um lindo.

    • BlogPortalVT

      Obrigado pelo comentário, parabéns pelo seu carro, também acho muito bonito carros rebaixados em modelos bem especiais.

  5. EU TENHO UMA DICA PRA QUEM TEM CARRO REBAIXADO: SE MATA!

  6. Rebaixar carros, a arte de fuder seu carro para fazer bonito para quem você não conhece

  7. Vinícius Czerwinski

    Sinceramente, eu sou um apaixonado por carros. Sou contra o rebaixamento dos carros, por questões de engenharia e também pelas condições das estradas brasileiras. Mas o ponto não é este. Venho até aqui para conhecer um pouco mais sobre suspensão, estrutura e carroceria, gasto de pneus e etc…tudo que envolve o simples ato de rebaixar o carro e quando me empolgo na leitura, o texto acaba. Velho, esse assunto é bem extenso. Vai muito além de desconforto e problemas legais. Se não entende do assunto para falar dele com propriedade, então sugiro que não escreva. É preferível que pegue um artigo interessante, traduza ou copie e cite a fonte original. É mais polido, e informativo também.

    • BlogPortalVT

      Obrigado pelo comentário, mais esse só é uma breve analise da situação nada aprofundado, logo traremos mais detalhes sobre o assunto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *