Home / Fórmula 1 / Fórmula 1 – GP da Hungria

Fórmula 1 – GP da Hungria

Que racha foi esse do GP da Hungria no último dia 27! A fórmula 1 entra de férias, mas deixou uma boa lembrança para quem curte velocidades e aquelas pegas na pista que costumam acontecer apenas nos games. Sim, foi emocionante dessa forma. Então, já que você deve ter visto por aí como foi a prova, vamos apresentar um resumão da corrida, e o que esperar do campeonato após essas férias.

GP da Hungria – Disputa acirrada, literalmente

Pista com chuva, seca, batidas feias, e disputas por posições impressionantes para um circuito com poucas oportunidades de ultrapassagens. O GP da Hungria foi intenso. A começar pela largada, com uma chuva intensa, que pede cautela dos pilotos. Principalmente do Felipe Massa, que dessa vez não sofreu acidente algum na primeira curva. Largando em sexto, o brasileiro terminou a prova em quinto.

Veja isso Também!

Os acidentes foram frequentes na prova, principalmente por conta da pista molhada, secando lentamente com o fim da chuva. Sergio Pérez e Marcus Ericsson foram os protagonistas das piores, exigindo o Safety Car na pista. Mas as duas mais impressionantes, não pelo impacto, e sim pela recuperação inesperada dos pilotos, foram de Sebastian Vettel, e Lewis Hamilton. Vettel literalmente girou o carro em 360º perto da linha de largada em determinado ponto da prova, e apenas encostando o aerofólio, conseguiu retornar a corrida sem necessidade de paradas, terminando em sétimo.

Gp da hungria
Peréz é um sortudo: foi-se o tempo em que acidentes como esses na Fórmula 1 eram assustadores de verdade.

Já Lewis Hamilton tem provado que adversidades não são problemas para fazer uma boa corrida. Largando dos boxes, e perdendo o controle do carro logo no início da corrida, Hamilton novamente fez ultrapassagens emocionantes, uma atrás da outra, brigando pela primeira posição com Fernando Alonso e Daniel Ricciardo. Nico Rosberg, apesar da pole-position e fazendo uma corrida disputada nas primeiras posições, acabou ficando de fora da briga nas últimas voltas por conta de problemas no carro, terminando em quarto lugar.

Daniel Ricciardo e Fernando Alonso protagonizaram a melhor briga por posições nessa temporada. O australiano em especial fez manobras ousadas, e a melhor na minha opinião foi a das duas últimas voltas, já com Hamilton no páreo. A ultrapassagem, que na tentativa anterior falhara, foi tão bem sucedida que lhe garantiu a vitória no GP da Hungria, com Hamilton em segundo, e Alonso na terceira posição. Com isso, o inglês se aproxima ainda mais de Rosberg, com Ricciardo em terceiro na classificação, e Alonso na quarto. Massa, com os percalços das provas anteriores, acabou parando na nona posição na classificação geral.

Gp da hungria
Essa era a Fórmula 1 que eu gostava de ver!

O que esperar do campeonato agora?

Com as últimas três provas incríveis na temporada, a Fórmula 1 entra em recesso, voltando no dia 25 de Agosto no GP da Bélgica. É o tempo ideal para ajustes nos carros, organização das equipes – sobretudo Ferrari e Williams, que estão precisando -, e para nós nos recuperarmos desse baque. Fazia um tempo que não víamos tantos candidatos a título, ainda que o foco sejam em Hamilton e Rosberg.

Veja também

1

Melhores jogos de carros para PC

Baixe os melhores jogos de carros para o seu PC. Escolha aquele que mais combina com você e transforme-se em um piloto de games clássicos como Need for Speed Most Wanted

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *