Home / Dicas / Tuning dentro da Lei

Tuning dentro da Lei

Falamos sobre vários tipos de Tuning por aqui. Mas existe um assunto em especial que deixamos passar que é tão importante quanto as sonhadas customizações: regularizá-lo diante dos órgãos públicos. Sim, para alguns pode parecer desnecessário, mas se seu carro não estiver de acordo com as determinações do DETRAN, aquele tuning desejado não sai da garagem para expôr em eventos ou só andar por aí.

Para evitar que seu carro tunado não seja rebocado ou impedido de ser usado, são necessários alguns cuidados especiais. Vamos apresentá-los para você não ficar com o veículo preso na garagem.

Fazendo Tuning com Responsabilidade

Tuning é uma customização fora das configurações originais do veículo. Um motorista com bons conhecimentos sabe quais são as melhores combinações para deixar seu veículo realmente tunado e seguro.

Mas diante dos órgãos regularizadores, mesmo uma pintura na cor diferente da original deve passar por vistoria. Aspectos visuais são mais simples de serem resolvidos do que a performance do carro; caso as modificações de pintura venha de fábrica, não é necessário alguma atualização. Já quando são feitas por terceiros, ela precisa ser registrada nos documentos do veículo.

Já para alterações na performance no veículo, a coisa realmente complica. Qualquer tipo de mudança nos motores, suspensão, freios, rodas, etc. exige uma vistoria cuidadosa do DETRAN. Então procure profissionais com referência para fazer as alterações, registre quais foram as mudanças, e muito importante, guarde todas as notas fiscais. Nunca se sabe quando irá precisar delas.

Tuning
O Motor deve ser uma de suas maiores preocupações na vistoria do seu tuning

Atenção no motor e no rebaixamento

Sim, as outras peças são tão importantes quanto o motor e o rebaixamento numa vistoria para liberar as alterações. Mas essas duas em especial são as mais visadas por quem está começando no tuning. Quando trocar o motor, certifique-se com seu mecânico que tudo esteja no lugar, sem barulhos estranhos ou emissão desnecessária de carbono.

E não faça o rebaixamento do seu carro de maneira irresponsável. Por mais estiloso que fique, faça uma modificação completa no sistema que o torna estável, o que inclui suspensão, amortecedores, molas e buchas. Antes de fazer a customização, verifique se vale mesmo a pena uma tunagem. Determinados ambientes urbanos são irregulares demais para um rebaixamento.

Tuning
Quando um rebaixamento não é necessário…

Com tudo isso feito, marque uma vistoria no DETRAN, e com tudo lugar, é hora de colocar sua belezinha tunada para correr por aí.

Veja também

14660344045761e8e4cadaa_1466034434_16x9_md

Lego lança miniatura de Fusca

Fãs da Lego, fabricante das pecinhas montáveis mais famosa do mundo, e de carros clássicos …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *